Procurar Notícia


Presidente do PT-BA critica encontro entre Bruno Reis e Bolsonaro e ataca ACM Neto

O presidente do PT na Bahia, Éden Valadares, afirmou que o encontro na quarta-feira (2) entre o prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), e Jair Bolsonaro (sem partido), demonstra que ACM Neto (DEM) e o presidente são “aliados”. Segundo Valadares, a reunião — na qual Reis pediu apoio de Bolsonaro para a liberação de empréstimo de 125 milhões de dólares do Banco Mundial — é ainda um “gesto político” que sinaliza uma movimentação para a disputa do governo da Bahia em 2022.

“A máscara de ACM Neto caiu de vez”, escreveu o dirigente petista em publicação nas redes sociais.

Padrinho político de Bruno Reis e comandante de um partido com dois assentos na Esplanada dos Ministérios, o ex-chefe do Palácio Thomé de Souza tem se colocado como provável candidato à sucessão de Rui Costa (PT).

Em outra frente, numa suposta terceira via, a aposta de Bolsonaro seria João Roma (Republicanos), ex-chefe de gabinete de ACM Neto e com quem o democrata estremeceu a relação após sua ida para o Ministro da Cidadania.

“A estória de terceira via é ilusão barata.A realidade é que dois grupos políticos bem distintos se movem para a disputa na Bahia: de um lado Lula, Wagner e Rui Costa; do outro Bolsonaro e ACM Neto”, avaliou Valadares.

“O prefeito de Salvador não precisa posar para foto, gravar vídeo ou bajular o Presidente da República para buscar recursos para nossa capital. Esse é um gesto político. É mais uma cortina que se desnuda sem revelar nenhuma surpresa para o público: ACM Neto e Bolsonaro são aliados”, acrescentou.

Nas palavras de Valadares, o “teatro de independência não convence a ninguém”. “Na foto, Bruno Reis até usava uma, mas a verdade é que a máscara de ACM Neto caiu de vez”, disse o presidente estadual do PT. (Fonte: Metro 1)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*