Procurar Notícia

Jacobina: Suplentes a vereador pedem celeridade em relação à candidaturas laranjas

Na manhã desta quarta-feira (31), cinco suplentes à Câmara Municipal se reuniram para pedir celeridade nos processos relacionados à investigação do uso de candidaturas laranjas na ultima eleição em Jacobina.

Ontem, o Juiz Eleitoral da 46ª Zona Eleitoral, Dr. Bernardo Lubambo, prolatou sentença anulando os votos concedidos ao Partido Progressista (PP) na eleição proporcional . O partido teria usado “mulheres-laranja”, ou seja, candidatas de fachada, para poder cumprir o percentual de 30% de candidaturas femininas, exigida pela regra eleitoral.

Por trata-se de uma decisão já pacificada pelo Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a sentença do Dr. Bernardo Lubambo deverá incorrer na perda de mandato do vereador Everton Macedo Lima Oliveira (Tom do Povão), onde nome eleito pelo PP em Jacobina.

No caso do PC do B, que também é acusado do uso de candidaturas laranjas, a princípio, o juiz eleitoral não acatou o pedido de anulação dos votos, o que poderia resultar na cassação de quatro vereadores: Cecílio Júnior, Rone do Junco, Ném de Rose e Valnei dos Anjos.

Em relação ao processo do PC do B, comenta-se que provas bastante robustas, inclusive com gravações e prints de conversas via WhatsApp, que comprovariam o crime eleitoral, não foram incluídas no processo.

Na reunião de hoje, além de recorrer dessa decisão, com a inserção de novas provas, os suplentes Almir Lima e Laedson Almeida De Oliveira (Pirulito), ambos do PT, Jairo Ribeiro (DEM), Antônio Batista (Cidadania) e Hebert Azevedo (PODEMOS) decidiram que também irão pedir a revisão de votos do PL e PTC, que teriam utilizado candidaturas fictícias de mulheres para preenchimento da cota de gênero. Fonte Jacobina 24h

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*