Procurar Notícia

Vacina Sputnik V pode começar a ser aplicada na Bahia em até 40 dias, diz Vilas-Boas

O secretário de Saúde da Bahia, Fábio-Vilas Boas, estimou nesta quinta-feira (4) um prazo de até 40 dias para que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorize a aplicação das primeiras doses da vacina russa Sputnik V no Brasil. Nesta quarta (3), a agência anunciou algumas mudanças que facilitam a aprovação de novos imunizantes contra a Covid-19 em território nacional. Entre as alterações no texto do guia para uso emergencial do fármaco, o órgão retirou a exigência de realização de estudo em fase 3 no país.

“Eu acredito que, se a Anvisa usar o prazo todo dela, que são 30 dias, daqui a 40 dias a gente tenha condições de ter a vacina em território brasileiro”, disse o secretário em entrevista à rádio Metrópole.

A decisão da Anvisa se dá na esteira de uma ação em que o governo do Estado pede ao STF (Supremo Tribunal Federal) autorização para importar a Sputnik V, com a qual tem uma garantia de recebimento de 50 milhões de doses —10 milhões até março.

“Pra nós, eles já garantiram 150 milhões de doses. Não são nem 50 milhões mais. São 10 milhões agora, em fevereiro e março; mais 70 milhões até dezembro, importadas da Rússia; e mais 80 fabricadas aqui em Brasília, na fábrica deles”, informou Vilas-Boas.

Desenvolvida pelo Instituto Gamaleya, na Rússia, a Sputnik V tem eficácia de 91,6% contra casos sintomáticos do novo coronavírus. Os dados, avaliados por pesquisadores independentes, foram publicados na terça (2) na revista científica The Lancet.

“De fato, é notícia muito boa, era que estávamos lutando ao longo desses últimos dois meses”, comemora o secretário. (bahia.ba)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*