Procurar Notícia


Com chance de sair do Z-4, Bahia enfrenta o Athletico na Arena Fonte Nova

“Vencer ou vencer”. A frase é um clichê no futebol, mas casa perfeitamente com o atual momento do Bahia. Sem conseguir triunfos há oito partidas, o Tricolor entra em campo na noite desta quarta-feira (20), às 18h, para enfrentar o Athletico Paranaense na Arena Fonte Nova pela 31ª rodada do Brasileirão. Os três pontos significam a saída da zona de rebaixamento.


A equipe tricolor teve um longo período para se preparar, já que sua última partida foi no último dia 10 de janeiro, quando empatou em 1 a 1 com o Atlético-GO. Para o técnico Dado Cavalcanti, o período foi positivo para trabalhar o setor defensivo. 

“Os dias são importantes no processo de evolução. Comemorei esse tempo de trabalho a mais. Acho que o tempo de treinamento surtiu efeito contra o Grêmio e Atlético. Reforcei alguns comportamentos defensivos, principalmente da nossa primeira linha. Vamos enfrentar um dos mais equilibrados do campeonato e que faz 50% dos seus gols com jogadas dentro da área. Isso tem sido o pesadelo da nossa equipe. Fortaleci nos treinamentos a ideia do encaixe defensivo. O posicionamento do primeiro homem e o encaixe do segundo homem”, disse.

Com a ideia de manter o máximo de jogadores possível em relação ao último jogo, o comandante tricolor apontou que o Bahia irá propor o jogo para conseguir um bom resultado.

“A estratégia é simples: vencer as partidas. Somar três pontos e fazer com que nosso adversário direto não some nenhum. A nossa postura será a mesma. Se tivemos uma postura propositiva contra o Grêmio na Arena, não há motivo para fazermos diferente em casa. Coragem para jogar, independente do adversário. Vamos ser propositivos, mas precisamos ser precavidos a ponto de não vacilar defensivamente. Acredito que a equipe que ataca mais vai enfraquecendo o adversário e minha expectativa é de que isso fortaleça dentro do nosso grupo. Que a gente seja uma equipe audaciosa e que dê menos espaço para o adversário”, projetou. 

Para o jogo, a equipe terá o retorno do atacante Gilberto, que se recuperou da Covid-19, assim como o meia Rodriguinho. Quem também está recuperado, mas de uma lesão muscular, é o zagueiro Lucas Fonseca.

Por outro lado, o meia Daniel testou positivo para o novo coronavírus e será um desfalque. 

O Bahia não vence o Athletico Paranaense em Salvador desde 2017. Na ocasião, o Tricolor aplicou uma goleada histórica de 6 a 2, em jogo válido pela primeira rodada do Brasileirão daquele ano.

ATHLETICO PARANAENSE

Em uma sequência positiva na competição, o Furacão chega para a partida desfalcado. Além do meia Fernando Canesin (suspenso), o lateral Abner (lesão na coxa) e o atacante Nikão (incômodo na coxa), mais cinco jogadores estão de fora: o lateral-esquerdo Márcio Azevedo (lesão no joelho), o volante Erick (lesão na coxa) e os meias Lucho González (dores no joelho) e Léo Cittadini (entorse no tornozelo).

FICHA TÉCNICA
Bahia x Athletico Paranaense
Campeonato Brasileiro – 31ª rodada
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data: 20/01/2021 (domingo)
Horário: 18h
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (FIFA-SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (ambos de SP)
VAR: José Claudio Rocha Filho, auxiliado por Thiago Duarte Peixoto e Fabricio Porfirio de Moura (todos de SP)

Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Matheus Bahia; Gregore, Ramon, Índio Ramirez, Fessin e Thiago; Gilberto. Técnico: Dado Cavalcanti.

Athletico Paranaense: Santos; Jonathan, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Zé Ivaldo (Khellven); Richard, Christian, Bruno Leite (Alvarado) e Carlos Eduardo; Reinaldo (Vitinho) e Kayzer. Técnico: Paulo Autuori.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*