Procurar Notícia

TCU estima R$ 42 bilhões em pagamentos indevidos do auxílio emergencial

O presidente Jair Bolsonaro se recusou, novamente, a comentar repasses de R$ 89 mil feitos à sua mulher, Michelle Bolsonaro, pelo ex-assessor Fabrício Queiroz.

Queiroz é investigado sob suspeita de integrar esquema de distribuição ilegal de recursos públicos no gabinete de Flávio Bolsonaro, na época, deputado estadual da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro.

“Com todo o respeito, não tem uma pergunta decente para fazer? Pelo amor de Deus”, disse o presidente ao ser questionado pelo jornal Folha de S.Paulo durante visita à cidade de Ipatinga (MG).

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*