Procurar Notícia

Intolerância ou alergia à lactose? Descubra qual é a diferença entre elas

O leite é uma das nossas maiores fontes de cálcio. Isso nós já sabemos, não é? Porém, muitas pessoas podem sofrer com alguma alergia ou intolerância à lactose – açúcar natural encontrado na composição do líquido – e precisam evitar ao máximo o consumo da bebida, além dos seus derivados (iogurtes, queijos, etc). Por isso, é preciso sabe identificar qual é o distúrbio e criar alternativas para substituir o leite de maneira saudável e nutritiva.

A grande diferença entre a alergia alimentar e a intolerância à lactose é que a alergia é uma reação de proteção instantânea do nosso organismo ao alimento, enquanto a intolerância é uma rejeição mais complexa, devido à ausência de alguma enzima – que no caso do leite é a lactase -, incapacitando o corpo de absorver melhor os nutrientes do alimento.

Por exemplo: a lactase é a enzima responsável pela absorção da lactose. Na ausência da lactase, a pessoa sofre com os sintomas da intolerância à lactose. Segundo a nutricionista Cristiane Coronel, embora esses distúrbios sejam facilmente confundidos, os sintomas apresentados são bem diferentes:

“A alergia, geralmente, é apresentada na primeira infância, onde os sintomas variam em feridas na pele (urticária), língua, refluxo gastresofágico, doenças respiratórias como bronquite e asma. A intolerância à lactose, pode variar a intensidade entre produção de gases aumentados na ingestão de laticínios, diarreia, cólicas intestinais e em casos mais raros, constipação crônica”, explica a profissional.

Como tratar a intolerância à lactose e a alergia à proteína do leite? Saiba os cuidados necessários

No caso da alergia à proteína do leite de vaca (APLV), Cristiane Coronel recomenda que sejam excluídos todos os tipos de alimentos que contenham essa proteína, incluindo os derivados do leite. Porém, essa restrição deve ser feita mediante um acompanhamento com o nutricionista, visto que o leite é fonte de nutrientes essenciais para o bem-estar e para a saúde de todo o organismo.

Já para a intolerância à lactose, a recomendação pode variar de acordo com o grau dessa intolerância, que também deve ser definido e acompanhado por um profissional. A nutricionista destaca que, geralmente, é feita a exclusão dos laticínios e, posteriormente, esses alimentos são “recolocados” aos poucos, começando pelos produtos isentos de lactose.
Reponha os nutrientes: Descubra os alimentos ideais para substituir o leite

Cristiane Coronel ressalta a importância de ingerir os nutrientes perdidos quando os leites e derivados são excluídos da alimentação saudável: “Eles oferecem fontes importantes de energia, proteínas, vitaminas e minerais, por isso é tão importante procurar um nutricionista para fazer estas substituições com eficiência, para não correr o risco de déficit de micro e macronutrientes da alimentação”, completa. Veja alguns alimentos que podem ajudar nessa reposição:

Proteínas vegetais: Feijão, grão de bico, tofu, lentilha, quinoa, pistache e aveia, esses são alguns dos alimentos que são fonte de proteínas e que devem estar presente em uma alimentação com restrição dos leites e derivados. As proteínas são essenciais para toda manutenção e desenvolvimento do organismo, inclusive, para facilitar a digestão dos alimentos.

Proteínas dos animais: Carnes de boi ou de porco, frango, peixe são também boas fontes de proteína, facilitando assim a absorção de outros nutrientes na alimentação, controlando as alterações hormonais e gerando energia para o corpo.

Gergelim: Seja preto ou marrom, essa pequena semente é uma poderosa fonte de cálcio, nutriente perdido em grande quantidade quando é necessário abrir mão dos leites e derivados. O gergelim também é rico em zinco, ferro e fibras alimentares, ajudando a tornar o corpo mais saudável e equilibrado.

Espinafre: Pertencente ao grupo dos vegetais verdes escuros, o espinafre é um grande aliado da saúde. Rico em vitamina A, esse alimento ajuda a melhorar a saúde dos olhos e para prevenir as ações dos radicais livres, retardando o envelhecimento precoce das células. Além disso, o vegetal é uma excelente fonte de cálcio. (conquistesuavida)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*