Procurar Notícia

Presidente do Banco do Brasil pede demissão do cargo à Bolsonaro e Guedes

O presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, pediu demissão do cargo ao presidente Jair Bolsonaro e ao ministro da Economia, Paulo Guedes. O pedido foi divulgado nesta sexta-feira, 24, pelo banco por meio de um fato relevante.

“O Banco do Brasil (BB) comunica que o sr. Rubem de Freitas Novaes entregou ao exmo. sr. presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, e ao exmo. ministro da Economia, Paulo Roberto Nunes Guedes, pedido de renúncia ao cargo de presidente do BB, com efeitos a partir de agosto […] entendendo que a companhia precisa de renovação para enfrentar os momentos futuros de muitas inovações no sistema bancário”, informou a instituição.
Economista e doutor pela Universidade de Chicago (EUA), Rubem Novaes foi indicado ao cargo por Guedes em 2018. No seu currículo, uma passagem pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Ele também foi presidente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e professor na Fundação Getúlio Vargas (FGV).

A passagem de Novaes no Banco do Brasil ficou marcada por problemas com propagandas após o Tribunal de Contas da União (TCU) suspender parte dos contratos de publicidade com sites e redes sociais devido a acusação de conteúdo falso na internet. Além disso, Bolsonaro teria vetado no ano passado, uma propaganda do banco que abordava diversidade de gênero.

Em maio deste ano, na polêmica reunião ministerial de 22 de abril, Paulo Guedes insinuou que a direção do Banco do Brasil o desagradava. “O senhor já notou que o BNDES e a Caixa, que são nossos, públicos, a gente faz o que a gente quer? Banco do Brasil, a gente não consegue fazer nada e tem um liberal lá. Então, tem que vender essa porra logo”, disse, na ocasião. (A Tarde)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*