Procurar Notícia

Em abordagem, policial de São Paulo pisa em pescoço de mulher negra rendida no chão

Um policial pisou no pescoço de uma mulher negra, na zona sul de São Paulo, durante uma confusão por causa de atividade comercial em um bar. O caso, ocorrido no dia 30 de maio, foi exibido ontem (12) pelo Fantástico, da TV Globo.

A vítima, que não quis se identificar por medo de represálias da Polícia Militar, é uma comerciante de 51 anos. Viúva, com cinco filhos e dois netos, ela é dona de um bar. A confusão com a polícia começou por causa de um carro que estava com som alto, na porta do estabelecimento. Ela afirma que pediu ao motorista que abaixasse o som, e ao sair, viu uma viatura parada e um policial agredindo seu amigo. “Aí eu pedi para o policial não bater mais nele, que ele já estava desfalecido, deitado no chão e o policial sobre o rosto dele”, afirmou.

“Ele me bateu e quanto mais eu me debatia mais ele apertava a botina no meu pescoço”, disse, na entrevista. A mulher ainda foi arrastada algemada pelo asfalto até a calçada. Ela conta que desmaiou quatro vezes durante a ação. Após a abordagem, a comerciante precisou ser levada ao hospital, com ferimentos no rosto e a perna quebrada.

Os policiais alegaram que foram atacados por uma barra de ferro e que estavam se defendendo. Contudo, as imagens mostram que a mulher estava no chão no momento em que o policial coloca todo peso do corpo sobre ela.

Nas redes sociais, o governador João Doria se manifestou sobre o caso. “Os policiais militares que agrediram uma mulher em Parelheiros, na Capital de SP, já foram afastados e responderão a inquérito. As cenas exibidas no Fantástico causam repulsa. Inaceitável a conduta de violência desnecessária de alguns policiais. Não honram a qualidade da PM de SP”, disse.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*