Procurar Notícia

Qualidade do sono piorou durante a pandemia, dizem estudos

Você é do time que acorda cedo para manter a rotina durante a quarentena ou acabou trocando o dia pela noite? seja qual for o seu caso, o fato é que a pandemia impactou (e muito) o sono das pessoas. logo que a quarentena começou, muita gente passou a ter mais sonhos mais vívidos e estranhos, o que pode ser explicado pela mudança na rotina e tempo de sono.

sem a obrigação de acordar cedo para pegar o transporte, ir para a escola ou trabalho, a tendência é que as pessoas passem um tempinho a mais na cama. porém, ainda que você esteja dormindo mais durante o isolamento social, isso não é sinônimo de qualidade do sono. 

um estudo feito na áustria, alemanha e suíça avaliou o sono de 435 adultos no período entre março e abril deste ano, quando a quarentena estava mais intensa na europa. na média, as pessoas estão dormindo 15 minutos a mais a cada noite – mesmo assim, a maioria reportou que a qualidade do sono caiu.

enquanto ter mais tempo de sono é bom para a saúde, os pesquisadores acreditam que o estresse e frustração causados pela pandemia tenha superado os possíveis efeitos positivos da quarentena. “normalmente, nós esperaríamos que a redução do jetlag social estivesse associada com uma melhor qualidade do sono”, disse a neurocientista christine blume, da universidade de basileia, na suíça, em nota.

esse “jetlag social” é a diferença entre o tempo de sono dos finais de semana – quando normalmente dormimos e acordamos mais tarde – e a dos dias de semana – quando normalmente é preciso dormir e acordar cedo. durante a quarentena, essa diferença diminuiu, já que os dias e finais de semana parecem quase a mesma coisa.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*