Procurar Notícia

Bolsonaro, filhos e aliados têm dados expostos pelo grupo Anonymous

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), seus filhos e aliados tiveram dados pessoais expostos pelo Anonymous Brasil, legião de hackers mundialmente conhecida por operar como um cérebro global.

Na noite de segunda-feira (1º), foram expostos CPFs, telefones, endereços e dados sobre imóveis do presidente, do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) e do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), por meio de publicação no Twitter, constando links para páginas dos documentos.
Parte dos dados, como as declarações de bens imobiliários, já era pública e estava disponível na plataforma de divulgação da Justiça Eleitoral destinada a informações sobre patrimônios de candidatos. Os números de telefone, no entanto, eram dados privados.

Um deles mostra um gasto mensal do presidente Jair Bolsonaro em gasolina. Datada do mês de fevereiro, a fatura mostra que mais de R$ 56,1 mil foram gastos com combustíveis.

Outros alvos foram os ministros da Educação, Abraham Weintraub; e da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves.

Pouco tempo depois, as publicações foram retiradas do ar e o perfil no Twitter foi suspenso. O grupo, contudo, criou outra conta em seguida.

Entre os aliados do presidente, foi alvo o deputado estadual Douglas Garcia (PSL-SP), que, também pela rede social, confirmou a veracidade dos seus dados, criticou o grupo, pediu que a pagina fosse denunciada e informou que fará um boletim de ocorrência. 

O ataque cibernético no Brasil ocorre após o grupo nos EUA mirar o presidente Donald Trump. Em conta oficial no Twitter, a célula global se pronunciou sobre os protestos contra a morte de George Floyd, após violenta abordagem do policial Derek Chauvin, que pressionou o pescoço de Floyd no chão até a morte. (bahia.ba)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*