Procurar Notícia

Skin food: skin care com ingredientes naturais Fernanda Pinheiro - 19 de maio de 2020 às 13:24

O uso de ingredientes naturais no cuidado com a pele e os cabelos (o chamado skin food) vem de muito tempo. Não é comum, afinal, chamar soluções caseiras de “receitas de vó”? O jeito carinhoso de intitular soluções simples e eficazes mostra que nossas ancestrais não deixavam de se cuidar só porque não havia tecnologia. O que podemos aprender com isso? Que a autonomia é a melhor amiga do autocuidado e que a natureza nos oferece muitas possibilidades.

O “faça você mesmo” (o famoso DIY – Do It Yourself, em inglês) é um movimento que ganhou todas as áreas – da moda à decoração. E, de carona, rendeu uma outra onda, ainda mais “natureba”, chamada skin food. Ele talvez seja o caminho mais natural do “DIY” e também o mais acessível. É a oportunidade de enxergar, em um punhado de camomila, um tônico calmante que melhora a aparência dos poros e acalma a pele sensível; de transformar a borra de café que iria para o lixo em um esfoliante potente; de ver no óleo de coco e no azeite, uma infinidade de usos.

A dermatologista Camila Meccia, de Salvador, lembra que até Cleópatra usava mel, leite e azeite para cuidar da pele e dos cabelos. “Eu sou simpatizante desses ingredientes no skin care pois eles são acessíveis e a ideia de inclusão me agrada”, completa.

Patricia Silveira, dermatologista do Rio de Janeiro, aprova e concorda que o movimento é democrático, mas alerta para alguns cuidados básicos que, se não seguidos, reforçam a fama de uma prática arriscada. “Muita gente acaba repetindo receitas que uma pessoa usou mas não necessariamente serão boas para ela. Um óleo vegetal que é bom para a pele madura pode não ser para a do tipo acneica”, explica. Segundo Patrícia, há também a questão da manipulação dos ingredientes e utensílios. “Parece simples, mas é preciso pensar na questão da higiene. Talvez até separar potinhos e acessórios a serem usados somente para esta função, para evitar contaminação”, completa.

Camila reforça que, justamente por esses ingredientes funcionarem, quem for aderir ao movimento de skin food precisa entender um pouco de cada um, observar qualquer reação e, se possível, relatar a um profissional. “Os ingredientes cítricos, por exemplo, como limão, laranja e abacaxi, podem reagir ao sol”, alerta. Não é porque é natural que um ritual de beleza com ingredientes naturais não traz riscos de dermatites e alergias.

A boa notícia é que, na nossa cozinha, há muitos itens seguros e que – embora não substituam fórmulas cheias de inovação e tecnologia (às vezes sim!) – complementam e tornam o autocuidado mais conectado com a natureza.
Skin food: ingredientes para cuidar da pele

Água de rosas

Popular na culinária árabe, ela pode ser usada como tônico e até como demaquilantes para peles sensíveis.

Aveia

Muito usava como um esfoliante mecânico – já que os grãos ajudam a remover células mortas –, a aveia tem mais vantagens: emoliente e calmante, é ótima para criar máscaras para peles sensíveis e secas. Basta misturar com chá de camomila ou calêndula e deixar a mistura na pele por 10 minutos.

Azeite de oliva

A fama de rejuvenescedor é porque ele é rico em vitaminas A, D, E e K e antioxidantes; ou seja, combate os agentes oxidativos (ou envelhecedores) da pele. Além de prevenir o envelhecimento precoce e hidratar peles do tipo super secas, ele é também um potente hidratante para cutículas e cachos.

Abacate

Rico em gorduras “boas”, é fonte de vitamina E, pode render máscaras faciais e capilares de hidratação. Basta misturar uma fatia da fruta com azeite e mel (ou melado de cana para uma versão vegana) e deixar no rosto por 10 minutos.

Café

Antioxidante cheio de polifenóis, rende um potente esfoliante corporal. “Dependendo da moagem, as partículas podem ter diferente a tamanhos, o que cria o risco de arranhar a pele. Por isso, é preciso aplicá-lo de forma delicada, misturado a algum óleo vegetal. E evite passar no rosto”, sugere Patrícia Silveira.

Camomila

É popular pelas propriedades calmantes e cicatrizante. Passar seu chá geladinho na pele com o auxílio de um algodão alivia vermelhidão de um dia de sol ou mesmo após um banho quente, além de melhorar a aparência dos poros. Sob os olhos, reduz inchaço.

Mamão

Segundo a dermatologista Camila Meccia, ele tem uma enzima que estimula a renovação celular. Uma máscara de mamão (amasse a fruta e aplique na pele por 10 minutos) seria como um peeling natural. “É interessante para peles acneicas e oleosas”, diz a médica.

Óleo de coco

Antioxidante, antifúngico e bactericida, ele é protagonista de muitas receitas de desodorantes caseiros. Mas também pode ser usado como demaquilante de peles acneicas. Mas cuidado, pois tem potencial comedogênico. Ou seja, usá-lo em excesso no rosto pode entupir os poros.

Óleo de girassol

Clássico da culinária, ele é um ótimo veículo carreador para óleos essenciais e, mesmo puro, é ótimo para massagens.

Vinagre de maçã

Multifuncional, ele ajuda a regular o PH da pele, podendo ser usado nos cabelos (ótimo para ativar o brilho e limpar) e até mesmo como tônico facial, com o auxílio de um algodão. (Boa Forma)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*