Procurar Notícia

Ministro do STJ nega pedido e mantém julgamento da Operação Faroeste para esta quarta

O pedido de um dos acusados da Operação Faroeste para suspensão do julgamento dos crimes foi negado pelo ministro Og Fernandes, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), relator da operação. Segundo informações do jornal A Tarde, o julgamento está mantido e terá início às 9h de hoje (6).

O requerimento foi feito pelo advogado Márcio Duarte Miranda, que havia solicitado que o julgamento não fosse realizado até os denunciados terem acesso ao teor completo da delação premiada do advogado Júlio César Cavalcanti.

O julgamento dos 15 denunciados será realizado por videoconferência, pela Corte Especial do STJ, composta pelos 15 ministros mais antigos do tribunal. O órgão colegiado é responsável por deliberar sobre ações penais contra governadores e outras autoridades.

Foram alvos de denúncia da PGR os desembargadores Gesivaldo Brito, Maria do Socorro Barreto Santiago, ambos ex-presidentes da Corte, Olegário Monção Caldas e Maria da Graça Osório Pimentel. Também foram denunciados os juízes Marivalda Moutinho, Sérgio Humberto de Quadros Sampaio e Márcio Reinaldo Miranda Braga.

A Procuradoria ainda ofereceu acusação formal contra Antônio Roque Nascimento Neves, Júlio César Cavalcanti Ferreira, Karla Janayna Leal Vieira, Adailton Maturino dos Santos, Márcio Duarte Miranda, Geciane Souza Maturino dos Santos, José Valter Dias, Joílson Gonçalves Dias, todos acusados de serem operadores financeiros e os principais beneficiados pelo esquema.

Segundo a Procuradoria-Geral da República (PGR), a organização criminosa atuou entre os anos de 2013 e 2019 com um esquema de venda de decisões judiciais. (Metro1)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*