Procurar Notícia

Bahia registra morte de criança de dois anos e de mais seis pacientes com coronavírus, e número sobe para 141

A Bahia registrou, nas últimas horas, mais sete mortes de pacientes infectados pelo novo coronavírus, segundo boletim divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) no início da noite desta segunda-feira (4). Uma delas é de um bebê de dois anos, residente da cidade de Ipiaú. O número total de infectados é de 3.734.

Segundo informações da Sesab, o 135º óbito foi de um idoso de 85 anos, residente em Salvador, com histórico de Alzheimer. O paciente estava internado em um hospital filantrópico na capital baiana e morreu nesta segunda-feira (4).

Já a 136ª morte foi de uma idosa de 79 anos, residente em Salvador, com histórico de Alzheimer. A paciente estava internada em um hospital filantrópico na capital baiana e também morreu nesta segunda-feira (4).

De acordo com a Sesab, o 137º óbito foi de uma criança do sexo feminino de 2 anos, residente em Ipiaú, com histórico de toxoplasmose congênita. A paciente foi internada em um hospital público no município de Jequié, no dia 29 de abril e morreu um dia depois.

Ainda de acordo com a Sesab, o 138º óbito foi de uma idosa de 76 anos, residente em Salvador, com histórico de hipertensão, diabetes e fibrose pulmonar. A paciente estava internada em um hospital filantrópico na capital baiana e morreu no domingo (3).

Já a 139ª morte foi de um idoso de 80 anos, residente em Salvador, com histórico de doença cardiovascular. O paciente estava internado em um hospital filantrópico na capital baiana e também morreu no último domingo.

O 140º óbito foi da bebê, de três meses, que foi diagnosticada com coronavírus na maternidade do Hospital Português em Salvador e morreu no domingo (3). A Sesab informou que ela não tinha histórico de doenças preexistentes.

Já o 141º óbito foi de um homem de 57 anos, residente em Ibirataia, com histórico de diabetes. O paciente estava internado em um hospital público no município de Ibirataia e morreu no dia 23 de abril. A Sesab informou que a notificação tardia foi fruto do aprofundamento da investigação epidemiológica solicitada pela Base Regional de Saúde, em Jequié.

Ao comparar os boletins divulgados pela Sesab às 17h do domingo (3) e o desta segunda, é possível perceber que houve 13 mortes e 168 casos confirmados no estado nas últimas 24 horas. Por volta das 12h, o órgão divulgou os seis primeiros óbitos registrados nesta segunda e 126 casos.

Do total de mortes, 91 ocorreram em Salvador. As demais estão distribuídas entre Adustina (1); Água Fria (1); Araci (1); Belmonte (1); Buerarema (1); Camaçari (1); Capim Grosso (1); Catu (1), sendo que a paciente foi contaminada na capital baiana; Feira de Santana (2); Gongogi (2); Ilhéus (5); Ipiaú (2); Itabuna (5); Itagibá (1); Itapé (1); Itapetinga (2); Jequié (1), Juazeiro (1); Lauro de Freitas (5), um dos óbitos era residente no Rio de Janeiro; Maraú (1); Nilo Peçanha (1); São Francisco do Conde (1), Ubaitaba (1); Uruçuca (4); Utinga (1); Vereda (1) e Vitória da Conquista (4). Estes números contabilizam todos os registros de janeiro até as 17 horas desta segunda-feira (4).

De acordo com a Sesab, na Bahia, dos 742 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para Covid-19, 382 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 51%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 313 leitos exclusivos para o coronavírus, 182 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 58%. Cabe ressaltar que novos leitos serão abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

Os casos confirmados estão distribuídos em 150 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (63,43%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes são Ilhéus (1.484,66), Uruçuca (1.364,59), Itabuna (1.092,75), Coaraci (1.059,26) e Salvador (825,11).

Segundo a Sesab, no período de 27 de março a 4 de maio houve um aumento do número de casos confirmados laboratorialmente de Covid-19 na Bahia, com incremento de 2.935,77 casos no período.

Ainda segundo o boletim da Sesab, sete casos confirmados que anteriormente haviam sido notificados nas cidades de Amargosa, Bom Jesus da Lapa, Guanambi, Cristópolis, Saubara, Ponto Novo e Saúde tinham como registro do provável local de infecção a cidade de Salvador.

Um caso foi registrado em Vereda e tem registro do provável local de infecção a cidade de Ilhéus e outro foi registrado em Cruz das Almas com localidade provável de infecção no Rio de Janeiro.

Na dia 23 de abril, a cidade de Cruz das Almas aparecia com um caso notificado como registro do provável local de infecção a cidade de Salvador. Nesta segunda, a Sesab confirmou que o caso é do Rio de Janeiro.

O mesmo acontece com 20 casos de residentes de outros estados que foram notificados em cidades baianas. Até o 9° caso, a Sesab confirmou que dois foram notificados em Salvador, cinco em Feira de Santana e dois de Lauro de Freitas. A partir do 10° caso, o órgão não detalhou mais os locais onde os pacientes foram registrados.

De acordo com o órgão de saúde, um caso confirmado que anteriormente havia sido notificado na cidade de Irecê está em investigação para saber o provável local de infecção. Esse caso segue sem a informação confirmada.

A Sesab também informou que cinco dos casos confirmados do município de Castro Alves foram confirmados por Teste Rápido. Após a investigação epidemiológica foi identificado que um paciente que foi confirmado no domingo (3) em Seabra é residente do estado do Tocantins.

Dos 3.315 casos confirmados, 817 já encontram-se recuperados e 2.776 casos encontram-se ativos. A Sesab também informou que o Lacen realizou, no período de 1º de março a 15h desta segunda, o total de 21.602 exames de vírus respiratórios, cujos resultados já foram liberados. No momento, há 1.663 exames em análise.
Perfil dos pacientes

De acordo com a Sesab, a faixa etária mais acometida foi a de 30 a 39 anos, representando 27% do total. Quanto ao sexo dos casos confirmados, o órgão informou que 58,40% são do sexo feminino.

Nesta segunda, a Sesab informou que o coeficiente de incidência por 1.000.000 habitantes foi maior na faixa etária de mais de 80 anos (537,26/1.000.000 habitantes), indicando que o risco de adoecer foi maior nesta faixa, seguida de 30 a 39 anos (439,38/1.000.000 habitantes).
Mortes nesta segunda

Treze pessoas infectadas pela Covid-19 tiveram mortes divulgadas nesta segunda. Confira os seis primeiros casos informados no boletim das 12h:
Homem de 62 anos, que apresentou os primeiros sintomas no dia 28 de abril e foi a óbito no dia 2 de maio, em um hospital público em Salvador. Apresentava diabetes e doenças cardíacas crônicas
Homem de 58 anos, que presentou os primeiros sintomas no dia 20 de abril e foi a óbito no dia 2 de maio, em um hospital público em Salvador. Apresentava diabetes e doenças cardíacas crônicas.
Mulher de 69 anos, que apresentou os primeiros sintomas no dia 21 de março e foi a óbito no dia 2 de maio em um hospital público em Salvador.
Homem de 85 anos, que teve a confirmação para Covid-19 no dia 28 de abril. Estava internado em unidade filantrópica de Salvador desde o dia 4 de março e foi a óbito no dia 3 de maio. Tinha registro de hipertensão arterial e sequelas de um trauma cranioencefálico.
Homem de 89 anos, que apresentou os primeiros sintomas no dia 13 de abril. Foi a óbito em um hospital filantrópico em Salvador, e a informação foi feita à vigilância epidemiológica estadual no dia 4 de maio. Ele apresentava diabetes e doença pulmonar obstrutiva crônica.
Mulher de 59 anos, que apresentou os primeiros sintomas no dia 20 de abril e foi a óbito no dia 3 de maio, em um hospital filantrópico em Salvador. Tinha histórico de diabetes.
(G1)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*