Procurar Notícia

Manchou o biquíni? Nabo e água oxigenada podem resolver o problema

Quem nunca manchou a roupa de praia com protetor solar ou gordura de alimentos, como pastel? Em pleno verão, nada melhor do que saber como limpar as peças para preservá-las. Sempre que possível, lave as manchas com água abundante sem esfregar com as mãos. “Quase todas as manchas saem quando tiradas imediatamente com água”, disse Rejane Nascimento, especialista em produtos têxteis e gerente de treinamento da 5 à Sec. 


Confira abaixo outras dicas da especialista: 
1. Em caso de manchas amareladas causadas por protetor solar ou desodorante, dilua água oxigenada 20 volumes em água morna (sem ultrapassar 40°C), na proporção de um para quatro, respectivamente. Coloque a mistura sobre a mancha com a ajuda de um chumaço de algodão e deixe agir por 10 minutos. “O produto não pode entrar em contato com enfeites da peça, como miçangas, e tome cuidado com tecidos muito coloridos, que podem desbotar”, alertou Rejane. Não esfregue, apenas dê leves batidas com uma escova. Enxágue bem e aposte em amaciante. Depois, coloque uma colher (sopa) de vinagre (branco ou de maçã) em 10 litros de água e use um pouco da solução para retirar qualquer resíduo de sabão ou produto químico; 

2. Para manchas de gordura de creme ou de alimento, a sugestão é detergente de lavar louça incolor. “Quando a gordura cai na fibra sintética em temperatura acima de 60°C, a mancha não sai mais”, alertou Rejane. Umedeça a região suja e coloque o sabão. Deixe agir por de cinco a 10 minutos. Enxágue bem. Use amaciante e a solução de vinagre;

3. Se passou água, mas a mancha de bebida de cor forte (como refrigerante tipo cola e vinho) ou fruta já impregnou, coloque rodelas de nabo em cima. Depois, lave a peça normalmente; 

4. Lave biquínis e saídas de praia assim que acabar o descanso na areia ou à beira de piscina. A medida os mantém sem manchas amareladas e cheiros desagradáveis. Use sabão neutro, lave-os à mão e pendure para secar. Não é necessário passar; 

5. Nada de guardar biquínis em sacos plásticos, porque ajudam na proliferação de fungos. O ideal é apostar em sacos de TNT ou simplesmente dobrar as peças e colocá-las na gaveta sem proteção. Uma vez por mês, deixe o guarda-roupa aberto para arejar. Ponto a Ponto Ideias.

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*