Procurar Notícia

Justiça da Bahia pede gravações de rádios usados por PMs na morte de Adriano

O juiz Augusto Yuzo, que responde pelas comarcas de Esplanada e Alagoinhas, no Norte da Bahia, atendeu solicitação feita pelo Ministério Público (MP) baiano e determinou que a Secretaria de Segurança da Bahia forneça as gravações dos rádios transmissores dos policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) que participaram da operação realizada, na segunda-feira (9), que acabou com a morte de Adriano Magalhães da Nóbrega.

O objetivo da medida é o de esclarecer, entre outras coisas, os momentos que antecederam a morte do ex-capitão do Bope.

Entre outras medidas determinadas pela justiça estão ainda a realização de uma perícia complementar necroscópica no corpo de Adriano, que será feita por peritos do Instituto Médico-Legal (IML) do Rio de Janeiro e a conservação do cadáver, que deverá ficar acondicionado em uma câmara de refrigeração do IML carioca. O prazo estipulado para realização dos exames é de 15 dias, segundo a Justiça da Bahia. (Metro1)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*