Procurar Notícia

Procuradores defendem Lava Jato após críticas de Toffoli

Procuradores da República reagiram às declarações do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, em entrevista ao Estado publicada hoje (16).

O ministro afirma ao jornal que a Operação Lava Jato “fechou empresas” e que o Ministério Público deveria ser mais transparente.

O procurador Roberson Pozzobon, integrante da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, saiu em defesa da investigação.

“A Lava Jato não ‘destruiu’ empresa nenhuma. Descobriu graves ilícitos praticados por empresas e as responsabilizou, nos termos da lei. A outra opção seria não investigar ou não responsabilizar. Isso a Lava Jato não fez”, respondeu, também em entrevista ao jornal.

Para o procurador Wesley Miranda Alves, Toffoli faz uma “manobra diversionista” ao criticar a Lava Jato. “(Ele) direciona as críticas feitas à sua atuação e à de outros ministros do STF à própria magistratura. Não, o STF de hoje não representa a magistratura nacional. O atual e crescente combate à corrupção não se deve ao STF. Ocorre apesar do STF”, acusou.

O também procurador Ailton Benedito também reagiu às declarações do chefe do Supremo. “Quem destruiu empresas foram os corruptos que as utilizaram como instrumento para tomar o Brasil de assalto”, declarou. (Metro1)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*