Procurar Notícia

Escova progressiva com formol: riscos e como saber se tem

Você conhece alguém que ainda insiste em fazer escova progressiva com formol? Pois saiba que, além de estar fazendo mal para os outros, ela pode também desenvolver doenças graves.

Problemas sérios, como os que levaram Lidiane Ferreira dos Santos, de apenas 31 anos, a óbito. Ela fez uma progressiva com formol e acabou com complicações sérias. Primeiro foram as irritações na pele. Em seguida, veio a falta de ar severa, quando foi levada ao hospital. Chegando lá, sofreu uma parada cardiorrespiratória, hipotensão e crise convulsiva, não resistindo mais.

Riscos do formol
Como você pôde ver, é um risco muito grande que se corre ao usar esse produto. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), esse produto químico “evapora em condições normais de temperatura e se torna altamente perigoso à saúde humana, podendo resultar em diversos agravos”. Ele está presente em pequena concentração no ambiente, mas, quando concentrado, oferece muitos riscos.
Entre aqueles classificados como agudos, estão as irritações. Entre elas, as que ocorrem nos olhos, “no trato gastrointestinal ou nas membranas das mucosas das vias respiratórias”. Já os riscos crônicos, podem ser “asma, espasmos, tosse, chiado e edema pulmonar”. Além disso, pode causar diversos tipos de câncer, como o “de nasofaringe, leucemia, cavidade nasal e de seios paranasais, pulmão e outros cânceres hematológicos”.

É importante lembrar que o uso de formol como alisante não é permitido pela ANVISA, exatamente por causa do potencial cancerígeno. Veja o que o INCA aponta como principais consequências do seu uso:

Se inalado: rrita os olhos, nariz, mucosas e trato respiratório. Além disso, pode causar bronquite, pneumonia ou laringite e até edema pulmonar;
Em contato como couro cabeludo: o formol altera a textura e cor da pele, deixando-a áspera. Pode também causar necrose cutânea e anestesiar o local. São comuns episódios de ulceração da pele, descamação e rachaduras.

Como saber se a progressiva tem formol

de tudo, saiba que você pode denunciar o salão ou profissional que estiver usando-o. Basta entrar em contato com a ANVISA no e-mail cosmetico@anvisa.gov.br ou mandar um relato de reações adversas para cosmetovigilancia@anvisa.gov.br. Lembre que os danos não são somente para a saúde, mas também estéticos.

Então, como saber que a progressiva tem ou não formol? Claro que o mais óbvio é perguntar, mas nem sempre se confia no profissional. Então, se você sentir um cheiro muito forte, peça imediatamente para tirar e procure outro profissional. Por isso é fundamental que se faça somente em salões de confiança.

Outra forma de confirmar é pedir para mostrarem o produto, antes da aplicação, em sua embalagem original. Aproveite para ler a composição e confirmar se realmente não há formol na sua progressiva. Há também a possibilidade de levar seu próprio produto, evitando assim qualquer risco relacionado a isso.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*