Procurar Notícia

Esporte

Artilheiro do Bahia no ano, o atacante Gilberto acabou com o jejum de 11 partidas sem marcar na derrota para o Goiás por 4 a 3 no último domingo (25), no Serra Dourada. Em entrevista concedida à imprensa, o camisa 9 descartou qualquer boato sobre racha da equipe e comentou a homenagem ao auxiliar técnico Roberto Ribas.

“Eu sempre falei que o grupo é unido e que está sempre motivando um ao outro. Eu sempre motivei o Fernandão para ele ir bem nos jogos, e quando estou nos jogos, ele sempre me motiva. Roger também… Ontem eu tinha prometido para o auxiliar dele, o Roberto, que faria um gol e iria comemorar com ele. E eu fiz o gol e corri para ele, porque está todo mundo junto na busca de algo que a gente quer, que o grupo se comprometeu buscar até o final”, disse.

“Eu sempre falei que o grupo é unido e que está sempre motivando um ao outro. Eu sempre motivei o Fernandão para ele ir bem nos jogos, e quando estou nos jogos, ele sempre me motiva. Roger também… Ontem eu tinha prometido para o auxiliar dele, o Roberto, que faria um gol e iria comemorar com ele. E eu fiz o gol e corri para ele, porque está todo mundo junto na busca de algo que a gente quer, que o grupo se comprometeu buscar até o final”, disse.

Com a derrota, o Tricolor perdeu a oportunidade de encostar no Corinthians, oitavo colocado na competição, e foi ultrapassado pelo Esmeraldino. Apesar do revés, Gilberto segue confiante na classificação para a Taça Libertadores.

“A gente tem que brigar até o final, não podemos desistir. Eu sou um jogador que na minha carreira nunca desisti daquilo que queria, e não vai ser agora que vou desistir de algo que os jogadores querem”, disse.

A conquista do Flamengo sobre o River Plate, da Argentina, abriu mais uma vaga para o Brasil na Taça Libertadores. Com isso, o país terá oito representantes no torneio de 2020. (Varela)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*