Procurar Notícia

Deltan recusa concorrer a promoção para continuar na Lava Jato em Curitiba

O procurador Deltan Dallagnol decidiu não concorrer à promoção a uma vaga de procurador regional da República, responsável pela atuação na segunda instância, e vai permanecer como coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba. Ontem (21), ele apresentou carta ao Conselho Superior do Ministério Público Federal (CSMPF) em que recusa a hipótese de promoção. Dallagnol exerce a função na primeira instância há pelo menos cinco anos.

Caso tivesse aceitado concorrer, o procurador estaria apto a ser escolhido para umas das dez vagas em aberto — nove delas em Brasília (DF) e uma em Porto Alegre (RS) —, e com isso seria obrigado a deixar a força-tarefa no Paraná. O prazo para apresentar uma recusa terminaria ontem.

No MPF desde 2003, Dallagnol faz parte do grupo que reúne um quinto dos procuradores mais antigos na carreira, aptos a serem promovidos por merecimento. Em meio aos desgastes provocados pelos vazamentos do site The Intercept Brasil, outros membros do Ministério Público Federal defendiam que Dallagnol fosse promovido, como forma de dar ao procurador uma “saída honrosa” da Lava Jato.(Metro1)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*