Procurar Notícia

Após reunião de ministros, Brasil e Chile pretendem acelerar acordo de livre comércio

Brasil e o Chile decidiram acelerar as tratativas para que o acordo de livre comércio entre os dois países entre em vigor. O termo foi assinado no mês de novembro do ano passado. A celeridade ao processo foi definida em reunião ocorrida no Palácio do Itamaraty, em Brasília, entre os ministros das Relações Exteriores do Chile, Teodoro Ribera, e do Brasil, Ernesto Araújo.

O acordo entre os países entra em vigor após o Congresso Nacional brasileiro e o parlamento chileno aprovarem a medida. após a aprovação, o acordo precisa ser ratificado pelos governos dos dois países.

O acordo de livre comércio Brasil-Chile contará com regras que facilitem a entrada de empresas brasileiras no mercado chileno de compras públicas, estimadas em US$ 11 bilhões.

Após o encontro, o chanceler Ernesto Araújo afirmou que os dois países devem intensificar a aproximação entre o Mercosul (Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai, pois Venezuela está suspensa temporariamente) e a Aliança do Pacífico (Chile, Colômbia, Costa Rica, México e Peru).(Bahia Notícias)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*