Procurar Notícia

Suposto ‘laranja’ do cunhado de Marcelo Odebrecht admite R$ 78 mi da Braskem

O advogado Nilton Serson, preso pela Lava Jato na Operação Carbonara Chimica, admitiu à Polícia Federal ter recebido R$ 78 milhões da Braskem. As informações são do Estadão.

Os investigadores apontam Serson como laranja de Maurício Ferro, ex-diretor jurídico da Braskem e cunhado de Marcelo Odebrecht, preso na mesma operação. O advogado declarou que “fazia o que Maurício pedia”.

Serson ainda acrescentou que “acredita que tenha figurado como procurador” na abertura de uma conta de Ferro no Banco Kramer, na Suíça. (Metro1)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*