Procurar Notícia

ACM Neto diz que vazamentos não devem anular condenação de Lula

O presidente nacional do DEM, ACM Neto, diz que as conversas vazadas entre o então juiz Sérgio Moro, hoje ministro da Justiça, e a força-tarefa da Lava Jato não deverão comprometer as condenações já proferidas contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso desde abril de 2018 em Curitiba.

Em nota, a defesa do petista afirma que as mensagens divulgadas pelo site The Intercept Brasil demonstram “uma atuação combinada” com o objetivo pré-estabelecido e clara motivação política de processar, condenar e retirar a liberdade de Lula. Mais cedo, prefeito de Salvador afirmou ser “prematuro” fazer julgamento sobre o caso.

“Independentemente da decisão de prisão de primeira instância, a condenação foi confirmada pelo TRF-4, situado no Rio Grande do Sul. Depois, todos os recursos perante ao STJ e ao STF sobre os quais ele não teve êxito. Agora, finalmente, no STJ houve uma redução da pena, mas não houve um reconhecimento de inocência. Nós não estamos falando apenas de uma decisão de primeira instância, mas de uma decisão que foi confirmada pelo Tribunal Regional Federal e que foi reiterada pelo Superior Tribunal de Justiça no mérito. Não me parece que esse seja o ponto”, declarou o prefeito de Salvador, em coletiva à imprensa na manhã desta segunda (9).

“O que me parece o ponto que terá que ser examinado à luz da legalidade é se o juiz e os procuradores atuaram dentro dos limites das suas competências legais. Isso que eu acho que vai ser determinante e decisivo. Eu, particularmente, não sei”, afirmou ACM Neto. (Bahia.Ba)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*