Procurar Notícia

Sarampo: saiba o que é, prevenção, sintomas e tratamento

O Brasil vive um surto de Sarampo. O país registrou 10.163 casos confirmados este ano e 12 mortes confirmadas, sendo quatro em Roraima, seis no Amazonas e duas no Pará, segundo dados do Ministério da Saúde (MS). Em 2016, o Brasil recebeu da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) o certificado de eliminação da circulação do vírus do sarampo. A doença contagiosa pode ser prevenida, desde que tomados os devidos cuidados. Abaixo, confira orientações do MS para prevenir e identificar sintomas e quais os cuidados necessários em caso de contaminação.

O que é?

O sarampo é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral, grave, transmitida pela fala, tosse e espirro, e extremamente contagiosa, mas que pode ser prevenida pela vacina. Qualquer faixa etária está sujeita à infecção pela doença, mas crianças desnutridas e menores de um ano de idade aumentam a gravidade da doença.

Sintomas

Os principais sintomas são:

Febre alta, acima de 38,5°C

Dor de cabeça

Manchas vermelhas, que surgem primeiro no rosto e atrás das orelhas, e, em seguida, se espalham pelo corpo

Tosse

Coriza

Conjuntivite

Manchas brancas que aparecem na mucosa bucal conhecida como sinal de koplik, que antecede de 1 a 2 dias antes do aparecimento das manchas vermelhas

Prevenção

A vacinação contra o sarampo é a única maneira de prevenir a doença. Crianças de 12 meses a menores de 5 anos de idade recebem uma dose aos 12 meses (tríplice viral) e outra aos 15 meses de idade (tetra viral). Crianças de 5 anos a 9 anos de idade que perderam a oportunidade de serem vacinadas anteriormente: duas doses da vacina tríplice. Pessoas de 10 a 29 anos recebem duas doses das vacina tríplice e pessoas de 30 a 49 anos recebem uma dose da vacina tríplice viral. Quem comprovar a vacinação contra o sarampo conforme preconizado para sua faixa etária, não precisa receber a vacina novamente.

Não devem receber a vacina pessoas com suspeita de sarampo, gestantes devem esperar para serem vacinadas após o parto e mulheres que desejam engravidar devem ser vacinadas um mês antes e devem esperar pelo menos quatro semanas antes de engravidar, bebês menores de seis meses de idade e imunocomprometidos, como soropositivos.

Tratamento

Não existe tratamento específico para o sarampo, apenas a administração da vitamina A em crianças infectadas, a fim de reduzir a ocorrência de casos graves e fatais. O tratamento profilático com antibiótico é contraindicado.

Para os casos sem complicação, manter a hidratação, o suporte nutricional e diminuir a hipertermia. Muitas crianças necessitam de quatro a oito semanas para recuperar o estado nutricional que apresentavam antes do sarampo. Complicações como diarreia, pneumonia e otite média devem ser tratadas de acordo com normas e procedimentos estabelecidos pelo Ministério da Saúde. (Noticias ao Minuto)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*