Procurar Notícia

Estado tem três das dez cidades com mais risco de Aedes Aegypti

Três das dez cidades com mais risco de contaminação pelo Aedes Aegypti estão da Bahia, de acordo com o Tribunal de Contas da União (TCU). No processo de acompanhamento das ações do Ministério da Saúde para a prevenção, controle e combate ao mosquito Aedes Aegypti e às doenças por ele transmitidas, o TCU apontou risco nos municípios baianos de Itaju da Colônia, Itabuna e Jaguarari. No Brasil, há situações semelhantes nos estados do Rio de Janeiro, Ceará, Alagoas, Goiás e Rio Grande do Norte. Entre agosto e setembro, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) listou 10 cidades com Índices de Infestação Predial (IIP) acima da média, que é de 4%. Quem está saiu na frente na lista foi Jaguarari, com 16%. Para o epidemiologista, Antônio Bandeira, o número é preocupante. “É um índice elevadíssimo. A gente já começa a se preocupar quando com 4%… Existem tem municípios aqui, na Bahia, com até 30%”, declarou ele. A cidade de Jeremoabo aparece em segundo lugar com 15%. Já Senhor Bonfim aparece em terceiro, com 13,1%. Veja tabela:

De acordo com o médico, Itabuna apresenta risco por causa do acúmulo de água. “Falta muita água e a população acaba acumulando. Tudo isso facilita mais para o mosquito. A Sesab não listou Itaju da Colônia. Segundo o órgão, o município apresentou IIP médio, entre 1 e 3,9.

Campanha

A semana nacional de mobilização de combate ao mosquito Aedes aegypti acontece de 26 a 30 de novembro. Palestras, caminhadas, capacitação e mutirões de limpeza estão entre as ações programadas. Neste ano foram registrados 8.760 casos suspeitos de Dengue, 4.080 de Chikungunya e 1.296 casos suspeitos de Zika. No dia D, que será na sexta-feira (30), ocorrerão ações simultâneas em todas as capitais do país a partir de articulação com prefeituras, governos estaduais e população, com visitas em residências, escolas, órgãos públicos, canteiros de obras e outros locais para conscientizar a população sobre a importância do engajamento de todos na luta contra o Aedes. Além disso, serão realizados mutirões de limpeza, com atividades de vistoria e remoções de focos do vetor nas residências, ju Marcadores ntamente com caminhadas de conscientização e distribuição de materiais informativos. (bahia.ba)


0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*