Promotoria pede 10 anos de prisão para José Maria Marin

O ex-presidente da CBF, José Maria Marin, pode receber uma pena pesada na Justiça norte-americana. A promotoria dos Estados Unidos protocolou um pedido de 10 anos de prisão e uma multa de R$ 26 milhões para o brasileiro acusado de crimes de corrupção. VMarin explorou sua posição como presidente da CBF para receber milhões de dólares em propina com a promessa de fazer milhões a mais", dizem os promotores no documento. A sentença sairá no próximo dia 22. A defesa do ex-cartola requisitou sua liberação imediata, o que representaria cumprir apenas 13 meses de prisão. A acusação, no entanto, defende a severidade da pena. "Ele cometeu esses crimes não poder necessidade econômica, mas por cobiça", rebatem os promotores. A estimativa da Justiça é que Marin ainda tenha uma fortuna cálculada em US$ 14 milhões. (BNews)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*