Casal alemão é acusado por abusar e vender filho para rede de pedofilia

Um casal da Alemanha foi condenado hoje (7) a 12 anos e meio de prisão por forçar a prostituição do filho de nove anos para uma rede de pedofilia na internet. O julgamento da mulher conhecida como Berrin T., 38 anos, e o namorado, Christian L., 39, começou em junho, quando a criança tinha nove anos. O casal admitiu vendido o filho para pedófilos na deep web em 2015. O menino foi abusado sexualmente pelos dois. De acordo com a BBC, uma menina de três anos também teria sido violentada. A mulher recebeu uma pena de 12 anos e meio de reclusão e o homem foi sentenciado a 12 anos seguidos de prisão preventiva. O casal foi acusado por quase 60 crimes, entre eles, prostituição forçada, abuso sexual agravado, escravidão e distribuição de pornografia infantil. Os dois vão pagar uma multa de 42,5 mil euros. (M1)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*