Após denúncia, polícia encontra mulher 'reclusa' em casa por 20 anos

Uma denúncia anônima de cárcere privado levou a Polícia Civil de Lins, no interior de São Paulo, a uma mulher de 45 anos que estaria "reclusa" dentro de casa há mais de 20 anos. Em depoimento, a mulher afirma que permanece no local “por vontade própria”. O delegado João Pandolfi, titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), informou nessa quinta-feira (16) que a polícia obteve um mandado de busca domiciliar e entrou na casa da família, formada por um casal e três filhos, sendo dois homens e uma mulher. Em depoimento, os pais e irmãos também negaram que impedissem a mulher de sair de casa, como apurou o 'G1'. A polícia informou não haver indícios de que a mulher estivesse trancada, pois a porta de seu quarto estava aberta e não foram constatados sinais de que ela estivesse ou tenha sido amarrada. Ninguém foi indiciado ou preso. A denúncia foi feita por vizinhos, que não quiseram se identificar. Eles estranharam o "sumiço" da mulher. Quando questionaram os pais, foram informados que ela tinha se mudado para São Paulo. Ainda segundo a polícia, a mulher tem apenas certidão de nascimento. Ela não possui RG, CPF ou título de eleitor. De acordo com Pandolfi, é como se a mulher “não existisse” perante o Estado. Um boletim de ocorrência de maus tratos foi registrado porque a mulher tinha um ferimento em uma das pernas, além de estar em precárias condições de higiene pessoal. Um inquérito policial foi instaurado na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Lins. A Prefeitura também foi acionada e deve providenciar equipe multidisciplinar das áreas da saúde e da assistência social para atender a mulher. (Notícias ao Minuto)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*