Ministros descartam possibilidade de liberdade a Lula em 2018, diz coluna

A discussão em torno de uma eventual concessão de prisão domiciliar para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem feito com que até os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) que são favoráveis à medida a desconsiderem. O entrave se deu na própria equipe de defesa do petista, que entrou com o pedido no STF e depois retirou.
Segundo informações do blog Painel, da Folha de S. Paulo, os magistrados se veem sem saída porque se a decisão for tomada antes da eleição, vão dizer que foi uma manobra para garantir a participação de Lula no pleito. Mas se o regime de prisão for definido depois da disputa eleitoral, eles serão acusados de ter feito exatamente o contrário.
Além disso, de acordo com a publicação, os ministros acreditam que a decisão do juiz federal Rogerio Favreto, que mandou soltar Lula durante seu plantão no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), vá repercutir mal no STJ. A corte vai analisar um recurso especial do petista. Sendo assim, os magistrados do STF acreditam que o caso "precisa decantar", podendo voltar a ser discutido em meados de 2019.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*