Wagner é lembrado por 2% dos simpatizantes do PT; índice no Nordeste chega a 8%

O ex-governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), foi lembrado espontaneamente por 2% dos entrevistados em nova pesquisa divulgada nesta sexta-feira (22) pelo Datafolha. Marina Silva (Rede) e Ciro Gomes (PDT) dividem a preferência no quesito, cada um, com 20% e Fernando Haddad (PT) obteve 4% das intenções de voto espontaneamente. Já, quando foi apresentado aos entrevistados uma lista com cinco possíveis nomes que Lula poderia apoiar caso não seja candidato, Ciro Gomes é o mais citado, com 32% das menções. Para 15%, o ex-presidente Lula deveria apoiar seu colega de partido Fernando Haddad, para 7%, a pré-candidata do PC do B, Manuela D'Ávila (PCdoB). Para 5%, Wagner deveria ser o apoiado e, para 3%, o candidato do PSOL, Guilherme Boulos. Para um quarto (25%), Lula não deveria apoiar nenhum dos candidatos apresentados e 13% não opinaram. Na região Nordeste, onde Lula tem maior influência eleitoral, 39% defendem o apoio à Ciro, 11% à Haddad e 8% à Wagner. Entre os eleitores de Lula, quatro em cada dez (39%) são favoráveis ao apoio à Ciro Gomes, 15% à Haddad, 8% à Manuela D'Ávila, 6% à Wagner e 3% à Boulos. Para 18%, Lula deveria apoiar nenhum candidato e 12% não responderam. Wagner é sondado como "plano B" do PT e pode integrar uma chapa com Josué Alencar, pré-candidato ao PR ao Planalto. A pesquisa do Datafolha ouviu 2.824 pessoas em 174 municípios entre os dias 06 e 07 de junho de 2018. O estudo foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral com o número BR 05110/201 e apresenta nível de confiança de 95% com margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. (BN)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*