Trump afirma que sistema migratório "sempre será disfuncional"

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, insistiu hoje (25) na ideia de privar os imigrantes irregulares do direito que têm de comparecer a um juiz depois de cruzarem a fronteira e garantiu que o sistema migratório atual "sempre será disfuncional". No Twitter, ele afirmou que as pessoas que entram pelo México "simplesmente devem ser barradas na fronteira e informadas que não podem entrar ilegalmente nos Estados Unidos". Ontem, na mesma rede social, ele disse que era favorável a esse caminho. Conforme a lei, o Estado tem que respeitar garantias mínimas para que o resultado de um processo judicial seja justo e equitativo, um preceito que inclui o direito das pessoas de poderem comparecer frente a um juiz e, se for o caso, pedir refúgio. Para Trump, esse sistema "sempre será disfuncional". "Contratar milhares de juízes e passar por um longo e complicado processo legal não é o caminho a seguir - sempre será disfuncional", disse hoje o governante, no Twitter. De acordo com o presidente americano, as ações que estão sendo feitas e a construção do muro na fronteira com o México são as soluções "reais" para interromper a imigração em massa no país. Ontem, a União Americana pelas Liberdades Civis (ACLU), um dos principais grupos dos Estados Unidos no tema, emitiu um comunicado para alertar sobre a ilegalidade da proposta e pedir aos membros do Congresso que expressem a rejeição formal.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*