Rússia surpreende com show de reservas e goleia Arábia Saudita

A Rússia mostrou força na partida de estreia da primeira Copa do Mundo em seu território e goleou a Arábia Saudita, em Moscou por 5 a 0. A partida foi marcada pela boa atuação dos reservas, que marcaram três dos cinco gols da seleção comandada por Stanislav Cherchesov. 

PRIMEIRO TEMPO

A partida começou logo após apresentação do cantor inglês Robbie Williams e da soprano russa Aida Garifullina, que participaram da festa da abertura. O público no estádio passou de 78 mil pessoas. Do lado russo, Akinfeev, Mario Fernandes, Ilya Kutepov, Ignashevich, Gazinsky, Dzagoev, Golovin, Zhirkov, Samedov e Smolov. Pelo lado saudita, Almuaiquf, Osama Hawsavi, Omar Hawsawi, Alburayk, Ashahrani, Alfaraj, Alshehri, Otayf, Taisser Aljassam, Aldawsari, Alsahlawi. O destaque da escalação foi para a presença do brasileiro Mario Fernandes na equipe russa. Ele joga pelo CSKA. Como era de se esperar, o início do jogo foi marcado pela cautela, com o time russo com um pouco mais de força ofensiva, conseguindo logo dois escanteios antes dos dez primeiros minutos. Mas aos 12 minutos, o ataque da Rússia fez valer a pressão e conseguiu o primeiro gol da Copa. Gazinsky aproveitou um belo cruzamento para cabecear no canto direito do goleiro saudita: 1 a 0. A partir dos 20 minutos, foi a vez da Arábia Saudita. A equipe do Oriente Médio chegou com perigo duas vezes, mas não conseguiu mandar a bola pra rede. Aos 22, em um contra-ataque, Dzagoev sentiu uma lesão na coxa e precisou deixar o jogo. A principal hipótese é de um estiramento muscular. Cheryshev foi o escolido por Stanislav Cherchesov para substituir o meia. Daí pra frente a partida ficou mais dividida no ataque. E quase no fim da primeira etapa, Cheryshev chegou com perigo na área de Almuaiquf, mas foi bloqueado. No lance seguinte, o mesmo Cheryshev mostrou força ofensiva para roubar a bola, também dentro da aula, e marcar o segundo: 2 a 0. A primeira etapa terminou logo depois.

SEGUNDO TEMPO

A Rússia voltou ao gramado com domínio do jogo e, aos 6, Samedov chutou da entrada da área, mas para fora. Aos 11, foi a vez da Arábia Saudita aparecer para o jogo. Al-Burayk cruzou da direita, Al-Sahlawi desviou, mas não o suficiente para acertar o gol de Akinfeev. A Rússia só chegou com perigo de novo aos 19 minutos, mas a bola acabou na mão de Al-Muaiouf. O dois treinadores aproveitaram para mudar. Samedov saiu para a entrada de Kuzyaev, no lado russo. Ateef deu lugar a Al-Muwallad. Na sequência das substituições, a Rússia quase marcou. Zobnin chutou cruzado de dentro da área. O goleiro defendeu, mas deixou escapar a bola. Ao tentar buscar a redonda mais uma vez, a bola sobrou viva de novo, mas acabou conseguindo concretizar a defesa. Cherchesov, logo após o lance, trocou Smolov por Dzyuba e, mais uma vez, um reserva russo mostrou ter estrela. Com pouco mais de um minuto em campo, o atacante cabeceou após cruzamento perfeito para área, sem chances para o goleiro. É baile russo em Moscou: 3 a 0. A Rússia aproveitou ainda para pressionar os sauditas nos minutos finais. Golovin, aos 42, recebeu um amarelo de Nestor Pitana, árbitro argentino que comandou a partida sem maiores problemas. No apagar das luzes, Cheryshev, mais uma vez, acertou um belo chute de trivela para confirmar a goleada com um golaço: 4 a 0. Mas não acabou por aí. Nos acréscimos, Golovin, camisa 17, acertou uma bela cobrança de falta para, aí sim, decretar o placar final: 5 a 0. Pelo mesmo Grupo A, nesta sexta-feira, Uruguai e Egito fazem o segundo confronto da chave.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*