Saiba mais sobre a Síndrome do Ovário Policístico

Ilustração mostra diferença entre ovário normal
e acometido por SOP
Para uma melhora no quadro da Síndrome do Ovário Policístico (SOP) deve haver um aumento de alimentos anti-inflamatórios de médio a baixo índice glicêmico e gorduras insaturadas.Uma dieta inflamatória, rica em gorduras saturadas e carboidratos de alto índice glicêmico levam à um desequilíbrio do sistema fome-saciedade, ou seja, facilitam o depósito de gordura podendo levar à obesidade. O levedo de cerveja contém boas quantidades de cromo, um mineral necessário no metabolismo de carboidratos. Cogumelos contém vanádio que apresenta ação similar à insulina. Gérmen de trigo tem zinco que participa de diversas reações enzimáticas do organismo. Magnésio encontrado em leguminosas e nozes está envolvido no metabolismo da glicose. Peixes e azeite ricos em ômegas são alimentos anti-inflamatórios assim como a cúrcuma que também tem essa função. Frutas cítricas e vermelhas ricas em vitaminas antioxidantes e flavonoides são outras opções. O mais indicado é consultar um nutricionalista para que ele distribua os alimentos da melhor maneira de acordo com cada caso. Acne 
Das mulheres com SOP, aproximadamente 70% apresentam acne. A unidade pilossebácea e a pele contém receptores para andrógenos, explicando assim o porque do aumento de pêlos e acnes nessas mulheres. Pelo fato dos andrógenos estarem desregulados, o tratamento ideal é procurar um médico, pois muitas vezes há a necessidade de um medicamento. A alimentação rica em alimentos antioxidantes, anti-inflamatórios e de baixo índice glicêmico como fibras, verduras, legumes e frutas também auxiliam nesse tratamento no controle de andrógenos e insulina. Por alterar o metabolismo da insulina, a SOP favorece um acúmulo de gordura visceral, visto que um dos tecidos alvo da insulina é o tecido adiposo. E com isso há uma alteração no perfil lipídico, podendo causar problemas cardiovasculares e diabetes. Atualmente para prevenir as complicações tardias da SOP, o ideal é aliar o tratamento médico, nutricional e a prática de atividades físicas.
Metabolismo: A obesidade por si só já causa uma resistência à insulina e ela ocorre em 30 a 70% das pacientes com SOP. Mulheres obesas com SOP apresentam níveis séricos mais altos de colesterol e triglicérides do que as mulheres não obesas com SOP. Essas alterações nos níveis de insulina, andrógenos e perfil lipídico aumentam a chance dessas mulheres desenvolverem diabetes, hipertensão arterial e dislipidemias. Algumas necessitam de tratamento medicamentoso para controle desses perfis e outras de alimentos que ajudem a regular esses níveis. (Agência Brasil)

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*