Porto Rico é o único país da América em que as mulheres ganham mais que os homens

A desigualdade salarial entre gêneros afeta praticamente todos os países do mundo. No Brasil, pode exemplo, a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostra que, em 2016, a média salarial entre os homens era de R$ 2.380, enquanto as mulheres recebiam R$ 1.836, quantia que representa 77,1% do salário masculino. Em Porto Rico, entretanto, a situação muda de figura. Este é o único país das Américas que as mulheres ganham mais do que os homens, com a diferença salarial entre os gêneros de apenas 3%. Segundo o US Census Bureau, em 216, a média salarial entre as porto-riquenhas era de US$ 24.486, que equivale a cerca de R$ 83.500, enquanto a os homens ganhavam em média US$ 23.711, equivalente a cerca de R$ 80.850. De acordo com o site Uol, um estudo realizado pela Universidade de Porto Rico concluiu que a vantagem das mulheres em relação aos homens acontece por causa do nível mais alto de escolaridade delas, que possuem em média 11,9 anos de educação, contra 11,2 dos homens. Entretanto, o mesmo estudo mostra que, quando comparados homens e mulheres com o mesmo nível de escolaridade, ou outros fatores como o número de filhos, as mulheres de Porto Rico ainda enfrentam as mesmas disparidades que as brasileiras.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*