Novo método promete tratar impotência sexual com onda de choques

Acaba de chegar ao Brasil, um novo método que promete tratar impotência à base de ondas de choque. O tratamento já tem feito sucesso entre os pacientes que aderiram à técnica. Funciona da seguinte maneira: um aparelho estimula o corpo do pênis e o períneo onde a estrutura do órgão está fincada para promover o rejuvenescimento da vascularidade do órgão. São 5.000 ondas de choque de baixa intensidade por sessão. De acordo com relatos dos pacientes, o tratamento é indolor, mas é possível perceber que algo está acontecendo na região. "Precisava estar muito inspirado para dar certo, e eu ficava aborrecido com isso", conta Antenor (nome fictício), de 77 anos. Segundo ele, o tratamento parece fisioterapia. No procedimento, o braço do aparelho é posicionado em quatro pontos estratégicos, um de cada vez, para que recebam as ondas de choque profundas. Outro paciente, de 54 anos, relata melhora já após as primeiras sessões. "Me sinto um ’molecão’. Sem brincadeira: estou pelo menos 15 anos mais novo", disse. A técnica pretende tentar substituir algumas medidas tomadas por pacientes como injeção de substâncias e próteses. Estudos científicos controlados que avaliaram a eficácia do novo método relatam que em torno de 60% dos pacientes afirmam haver melhora nas ereções após as sessões de estimulação. O tratamento de ondas de choque para disfunção erétil, com quatro sessões, custa em torno de R$ 12 mil e a promessa é que os benefícios persistem por pelo menos dois anos.

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*