Justiça autoriza transfusão em bebê filho de Testemuhas de Jeová

Contrariando a vontade dos pais, seguidores da religião Testemunha de Jeová, um recém-nascido recebeu uma transfusão de sangue. O procedimento foi autorizado pela Justiça de São José do Rio Preto, em São Paulo. Após o procedimento, o bebê de 11 dias segue internado na Irmandade da Santa Casa de Misericórdia, nesta quarta (25), em estado estável. A mãe já tinha negado, em carta, qualquer transfusão. "Estou ciente de que meu filho corre o risco de sangramento ativo a qualquer momento, com risco de morte. Mesmo assim, sabendo de todos os riscos e gravidade, não autorizo as transfusões". Com o diagnóstico de hemorragia no estômago e quadro grave de anemia, a Santa Casa entrou com um pedido de tutela antecipada, sob justificativa de que o paciente poderia morrer se não fizesse o procedimento. Juiz da 1ª Vara Cível, Lavínio Donizetti Paschoalão acatou o pedido do hospital. "Preservada a garantia constitucional do direito à crença e culto religioso, o direito à vida é de ser tutelado em primeiro lugar pelo Estado, dada ordem de grandeza que envolve um e outro direito, evidenciando a presença do fumus boni juris", justificou. Os pais não comentaram a decisão.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*