Chocolate não é vilão: conheça seus benefícios para a saúde

Passada a Páscoa, restam as lembranças e fotos ótimas dos encontros com familiares e amigos e, via de regra, mais chocolate que o habitual em casa. A boa notícia é que você não precisa ficar com peso na consciência a cada mordida, achando que comer os ovos e coelhinhos de chocolate que ganhou só vai lhe fazer mal. Se você os consumir moderadamente e eles forem de boa qualidade, podem até trazer benefícios para sua saúde. Antes de partirmos para o lado saudável de comer chocolate, valem dois esclarecimentos: de acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), a recomendação é que sejam consumidos até 50 gramas de chocolate por dia e que ele tenha o máximo possível de cacau em sua composição. “Com no mínimo 40% de cacau já seria interessante”, sugere Jacqueline Moniz Anversa, nutricionista da Clínica Dra. Maria Fernanda Barca. Em maior quantidade e com menor concentração de cacau, eles não surtem os bons efeitos de que vamos falar aqui. Agora, sim! Com a ajuda de Jacqueline e da também nutricionista Mariellen Emidio Figueroa (do Kurotel – Centro Médico de Longevidade & Spa de Gramado – RS), da dermatologista Cínthia Orasmo (membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia) e do cardiologista Guilherme Sangirardi (membro da SOCESP – Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo e da SBHCI – Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista), listamos a seguir 6 benefícios do chocolate para a saúde.

O chocolate diminui o risco de diabetes tipo 2
A nutricionista Jacqueline conta que há estudos que associam o consumo de chocolate à diminuição do risco de diabetes tipo 2 (doença crônica em que a pessoa tem resistência aos efeitos da insulina ou não produz insulina suficiente para manter a glicose do organismo em níveis normais), “já que estimula a secreção de insulina pelas células beta pancreáticas”.

Consumir chocolate amargo é bom para o coração
Chocolate amargo é aquele com 70% de concentração de cacau e é ótimo para a saúde cardiovascular. O cardiologista Guilherme explica: “Por apresentar uma alta concentração de pó de cacau e pó de amêndoa em sua composição, o chocolate amargo é rico em flavonoide, substância com a capacidade de reduzir o colesterol ruim (LDL) e aumentar o colesterol bom (HDL). Suas propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias diminuem a progressão da doença aterosclerótica, por impedir a oxidação do colesterol ruim e seu depósito nas paredes das artérias. Além disso, ele possui ações vasodilatadoras, agindo no controle da pressão arterial”.

O chocolate pode melhorar a aparência de sua pele
Exatamente isso que você acabou de ler. O chocolate não causa nem piora a acne. “Isso é mais um mito sobre a pele que está sendo derrubado. Estudos atuais mostraram que não há relação entre comer chocolate e piora das espinhas”, garante a dermatologista Cínthia.O problema, ela explica, são os demais componentes dos chocolates que comemos, como açúcares e derivados do leite.“O cacau é rico em flavonoides e polifenóis, substâncias com ação anti-inflamatória e antioxidante. Desta forma, beneficiam a circulação sanguínea, inclusive na pele, auxiliando na melhora das olheiras, por exemplo.”Segundo as nutricionistas Mariellen e Jacqueline, o cacau tem poder antioxidante maior que o chá verde, o chá preto e o vinho tinto.

Os bons chocolates evitam o envelhecimento precoce da pele
Quem come chocolates com boa concentração de cacau pode notar uma melhora na vivacidade da pele. Isso porque os mesmos flavonoides e polifenóis mencionados ali em cima combatem os radicais livres produzidos pelo organismo, ajudando na renovação da pele e evitando seu envelhecimento precoce.

A saúde mental é beneficiada pelo chocolate
A nutricionista Mariellen ressalta que, com quantidades significativas do aminoácido triptofano, responsável por elevar os níveis de serotonina, dopamina e feniletilamina – os neurotransmissores da felicidade, do prazer e da paixão –, o chocolate tem o poder de auxiliar na melhora do humor e na diminuição da ansiedade e do estresse, o que beneficia sua saúde mental.Mas atenção: ele é apenas um ajudante nessa missão. Se você tiver sintomas de depressão ou de ansiedade, é necessário procurar um psiquiatra para fazer um tratamento adequado. (M de Mulher)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*