Câncer de próstata pode atrapalhar a virilidade do homem?

De acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), a estimativa é que, em 2017, o Brasil registre mais de 60 mil casos de câncer de próstata. A doença tem cura na maioria dos casos quando diagnosticada no início. A eficácia do tratamento depende do grau de agressividade e da extensão do tumor, mas em média atinge valores próximos de 90%, sendo a cirurgia o principal tratamento nos dias de hoje. A melhor forma de prevenção do câncer de próstata é com uma dieta saudável e uma rotina que envolva práticas de atividades físicas, ou seja, todas as recomendações para prevenir as doenças cardiovasculares e, além disso, realizar os exames de toque retal e PSA anualmente. Este exame é conhecido por Antígeno Prostático Específico e pode ser avaliado por meio de um exame de sangue simples feito em laboratório. Estudos não apontam que tenha uma relação direta entre a infertilidade e o câncer de próstata. No entanto, a preservação da fertilidade para homens que irão necessitar de um tratamento no combate contra a doença é fundamental para aqueles que ainda desejam ter filhos. No caso da cirurgia, o homem com desejo de paternidade deve congelar seu sêmen para posterior tratamento visto que durante a cirurgia, o canal responsável pelo transporte de espermatozoides, será seccionado (cortado). Além disso, os procedimentos para o tratamento do câncer de próstata avançado, como o tratamento hormonal, pode causar disfunção sexual e alterações hormonais que pioram a qualidade do sêmen. O aumento observado nas taxas de incidência no Brasil pode ser parcialmente justificado pela evolução dos métodos diagnósticos (exames), pela melhoria na qualidade dos sistemas de informação do país e pelo aumento na expectativa de vida. Ações como o Novembro Azul são fundamentais para a conscientização da sociedade e, em especial, aos homens na prevenção e diagnóstico precoce do câncer de próstata. Para homens sem fatores de risco, deve-se iniciar o exame a partir de 50 anos, mas quando há antecedente familiar de câncer de próstata (pai, irmão ou tio), o sugerido é iniciar com 45 anos. No entanto, segundo a Sociedade Brasileira de Urologia, 20% dos pacientes ainda são diagnosticados em estágios avançados da doença, o que faz com que a taxa de mortalidade chegue a 25% dos pacientes. (Minha Vida)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*