Estudo alerta que 88% dos celulares nas salas de cirurgia estão contaminados por bactérias

Os celulares podem ser agora vilões para a medicina. Uma pesquisa, realizada pelo cirurgião Cristiano Berardo, da Universidade Federal de Pernambuco, revelou que 88% dos smartphones nas salas de cirurgia estavam contaminados por bactérias que podem causar infecções hospitalares. O estudo analisou 50 aparelhos de cirurgiões, anestesistas, enfermeiros e profissionais que trabalham no bloco cirúrgico cardíaco do Hospital Português de Recife. As bactérias estavam presentes em 44 telefones. “Analisar 50 celulares pode parecer pouco significativo, mas nós, profissionais de saúde, sabemos que a prática é comum em muitos hospitais”, afirma Carla Sakuma, infectologista da Sociedade Brasileira de Infectologia. Responsável pelo controle da infecção hospitalar do Hospital Português, Millena Pinheiro diz ser inviável proibir o uso dos smartphones. “A pesquisa é um alerta. No entanto, não devemos querer banir aparelhos, nem imaginá-los estéreis”, alega a infectologista. (Metro1)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*