Vice da OAB desiste de candidatura a presidente e diz que Ordem deve dar exemplo

O advogado Luís Cláudio da Silva Chaves, vice-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), desistiu de se candidatar a presidência do Conselho Federal. Em uma carta, o advogado afirma estar “frustrado e triste”, mas que, de forma consciente, resolveu não “encabeçar disputas porque não quero ser um dos protagonistas da guerra que se avizinha nas eleições da OAB”. “Já temos adversários demais nas violações ao estado democrático de direito”, pontuou. Na carta, ele diz que vivemos em um momento difícil, de intolerância e ódio. “Assim caminha o vale tudo nas eleições em outubro. A OAB deveria dar o exemplo nas suas disputas internas”. “Estou na Ordem para somar e multiplicar. Ao lado de valorosos advogados e advogadas assim fiz em Minas Gerais. Chegamos ao Conselho Federal com o mesmo propósito e determinação. Procurei ser leal com meus pares, íntegro nos meus passos e agregador. Batalhei, batalho e batalharei sempre pela advocacia, em qualquer posto e independente de cargos. Fui, com muita honra (mas despido de orgulho), cotado por muitos colegas para a sucessão presidencial da OAB. Minha intenção é sempre, com lealdade e respeito, como pré-candidato, servir minha classe”, afirmou no comunicado.
De Minas Gerais, ele diz ter encontrado apoio de sua terra em sua trajetória. “No âmbito nacional não encontrei alguns apoios que para mim eram certos e essenciais para pacificar uma candidatura de consenso, de união. A disputa se desenhou”, assinalou. Luís Cláudio disse que poderia participar da disputa, mas asseverou que o momento não é propício para dividir a classe. As eleições para a presidência do Conselho Federal para o mandato 2019/2021 acontecem no início do ano que vem. O presidente e os diretores são eleitos pelos conselheiros federais. Há, normalmente, uma alternância entre as regiões do país para o cargo de presidente do Conselho Federal. O presidente da OAB da Bahia, Luiz Viana, é um dos nomes cotados para disputa (veja aqui). Segundo o site Migalhas, o próximo presidente deve ser um representante do Centro-Oeste ou do Sudeste. O atual presidente, Claudio Lamachia, é do Rio Grande do Sul.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*