Quando a perda do emprego - ou um propósito novo - faz o profissional se reinventar

Seja por aumentar o desemprego ou por criar ambientes profissionais insatisfatórios, a crise econômica acabou forçando muita gente a se reinventar na carreira. Ainda que essa reinvenção muitas vezes ocorra com a abertura de um negócio próprio, muitos brasileiros encontram, em empregos convencionais, formas de mudar completamente o rumo profissional. Como fazer uma grande virada na carreira? Que cuidados é preciso tomar? A BBC Brasil conversou tanto com especialistas como com gente que, ao descobrir um novo propósito na vida profissional, resolveu arriscar mudanças radicais. Formado em Artes Plásticas, Marcello Passeri, 51 anos, tem décadas de experiência em agências de publicidade. Chegou a ter sua própria empresa, com uma boa carteira de clientes e um retorno financeiro satisfatório. Mas o avanço da internet mexeu com esse mercado, transformando trabalhos manuais em digitais e mudando a configuração de vários departamentos dentro das agências. "A estratégia, o planejamento - tudo mudou. Até agências grandes quebraram ou foram absorvidas", conta. Enfrentando problemas de sociedade e sem capital para bancar a total reinvenção que seria necessária, Marcello quebrou. Certo de que precisava inventar algo totalmente novo na sua vida profissional, ele decidiu arriscar. Por intermédio do irmão arquiteto, acabou sendo contratado como líder de vendas de uma empresa de revestimentos acústicos. Hoje, acumula a tarefa com a instalação dos produtos da empresa - um trabalho difícil, delicado e especializado que ele domina graças à expertise com trabalhos manuais adquirida ainda na época da carreira publicitária. "A gente às vezes toma alguns chutes fortes da vida, que nos fazem perceber que precisamos mudar", avalia Marcello. "O meu primeiro ano nesta atual carreira foi bem difícil. É preciso estar predisposto a mudar e a aprender. Consigo me manter bem e hoje já posso elaborar um planejamento para o próximo ano, mas não tenho toda a segurança do mundo - e acho que nunca terei. O mundo muda rápido demais, vamos ter que viver prestando atenção e nos preparando para o caso de amanhã não existir mais o trabalho que fazemos hoje." (BBC Brasil)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*