Procurar Notícia

Pesquisa relaciona alimentos ultraprocessados e o risco aumentado de câncer

Não é novidade que alimentos ricos em conservantes, corantes e sabor artificial são verdadeiros vilões para a nossa saúde. Um estudo recém divulgado por um grupo de cientistas franceses, publicado no jornal British Medical, avaliou um grupo de 105 mil pessoas - a maior parte delas mulheres na faixa dos 50 anos -, e trouxe novas descobertas sobre a relação dos chamados alimentos ultraprocessados e o risco aumentado de câncer. Entre os itens que fazem parte da lista de "inimigos" estão barras de chocolate, balas, salgadinhos industrializados, refrigerantes, sucos prontos, carnes processadas (incluindo frango empanado tiponuggets), macarrão instantâneo, misturas para bolo e pratos prontos para consumo. "Um exemplo é o refinamento de grãos, o que diminui muito a quantidade de fibras e outros compostos que podem reduzir o risco de câncer" comenta Dr. Andrey Soares, oncologista do Centro Paulista de Oncologia (CPO) – Grupo Oncoclínicas.

Segundo a pesquisa, que avaliou os participantes por um período de cinco anos, ao aumentar em apenas 10% a ingestão deste tipo de alimentos, o surgimento de tumores malignos de diferentes categorias subia em 12%. Entre os tipos específicos de câncer, o de mama teve 11% de elevação em decorrência da dieta. Apesar da necessidade de realização de estudos complementares de larga escala para que seja possível estabelecer com certeza a relação dos alimentos ultraprocessados com índices aumentados de surgimento da doença, especialistas consideram que os resultados são relevantes por reforçar a percepção médica sobre os impactos negativos à saúde causados por uma longa lista de ingredientes sintéticos e industriais.

"Devemos sempre lembrar que alimentos processados têm elevados níveis de açúcar, gordura e sal, uma combinação que já é sabidamente maléfica à saúde, elevando índices de hipertensão e diabetes, além de contribuir para o sobrepeso/obesidade entre a população em geral. Especificamente se levarmos em conta os casos de câncer no mundo, segundo estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS), 80% estão relacionados ao nosso modo de vida", finaliza o oncologista.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*