Procurar Notícia

Novo medicamento contra câncer de mama é liberado para ser vendido no Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou a comercialização de mais um tratamento contra o câncer de mama no Brasil. O medicamento se chama palbociclibe, da farmácia Pfizer, voltado especificamente para os casos avançados nos quais a doença já acometeu boa parte da região ou se espalhou para outros locais do corpo. O medicamento é indicado para mulheres que estão na pós-menopausa com tumores nos seios que não possuem relação com o gene HER-2, que correspondem a 60% dos casos de câncer de mama. 

Nesses casos, o palbociclibe entra como primeiro tratamento de escolha, juntamente com o letrozol, um tipo de hormonioterapia que consegue inibir a ação do estrogênio nas células cancerosas quando o tumor já invadiu outras localidades. A palbociclibe, em ação conjunta com a hormonioterapia, é capaz de frear a progressão do câncer por 25 meses. Esse resultado foi melhor do que o obtido pela associação do medicamento com uma pílula sem qualquer efeito real, que garantiu não mais do que 14 meses de sobrevida livre de progressão da doença. 

De acordo com o site da revista Saúde, o fármaco também pode ser prescrito para mulheres adultas de qualquer faixa etária nas quais aquele tipo de câncer de mama tenha avançado mesmo depois do uso de alguma hormonioterapia isolada. Para esses casos, o medicamento entra como uma segunda linha de tratamento, junto com uma substância chamada fulvestranto. Vale ressaltar que os meses de sobrevida não necessariamente se referem a meses a mais de vida, e sim mais tempo com a doença controlada. (BN)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*