Bahia tem três casos suspeitos de febre amarela sob investigação laboratorial

O Ministério da Saúde divulgou nesta quarta-feira, 21, dados atualizados sobre casos de febre amarela no país, no período entre 1º de julho do ano passado e 20 de fevereiro de 2018. Foram confirmados 545 casos da doença, com 16 mortes. A Bahia tem 21 casos notificados, com 18 descartados e três ainda sob investigação. Em todo o país, foram notificados 1.773 casos suspeitos, sendo que 685 foram descartados e 422 permanecem em investigação neste período. Segundo a assessoria de comunicação do ministério, as informações foram repassadas pelas secretarias estaduais de saúde. Para efeito de comparação, de julho de 2016 até 20 de fevereiro de 2017, o país teve 557 casos confirmados de febre amarela, com 178 óbitos confirmados. Os informes seguem, desde o ano passado, a sazonalidade da doença, com casos, na maioria, no verão. Dessa forma, o período para a análise considera de 1º de julho de um ano a 30 de junho do ano posterior.

Vacinação

A campanha para imunizar a população contra a febre amarela prossegue até o próximo dia 9 de março em oito cidades baianas: Camaçari, Candeias, Itaparica, Lauro de Freitas, Mata de São João, Salvador, São Francisco do Conde e Vera Cruz. O Ministério da Saúde adverte que a vacina é contraindicada para crianças menores de seis meses, idosos acima dos 60 anos, gestantes, mulheres que amamentam crianças de até seis meses, pacientes em tratamento de câncer e pessoas imunodeprimidas. Para estes grupos, a orientação é que a pessoa busque auxílio médico, para que o profissional avalie o benefício e o risco da vacina, levando em conta a possibilidade de eventos adversos. Somente no mês de janeiro, 55 macacos foram encontrados mortos em bairros de Salvador. Em 2017, 13 exames confirmaram contaminação de animais. (ATarde)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*