Após morte de funcionários, MPT vai entrar com ação civil pública contra CCR Metrô Bahia

Para assegurar a adoção de medidas de segurança do trabalho, o Ministério Público do Trabalho (MPT-BA) vai entrar com ação civil pública contra a CCR Metrô. Segundo o MPT, a empresa está sendo investigada desde 2014, após a morte de um funcionário coreano durante o trabalho. O órgão quer informações sobre a morte de outro empregado, que teria ocorrido no domingo de carnaval (11). De acordo com a procuradora Flávia Vilas Boas, o MPT chegou a apresentar uma proposta de termo de ajuste de conduta para a CCR, mas a empresa não aceitou a proposta. "Como a CCR não se dispôs a corrigir sua conduta, decidi ajuizar uma ação na Justiça do Trabalho, mas fomos surpreendidos com outra morte de trabalhador. Agora, vamos incluir essas informações e cobrar judicialmente a adoção de medidas previstas em lei para prevenir acidentes", declarou Flávia. O MPT pedirá indenização por danos morais coletivos, mas ainda não foi divulgado o valor. Ainda nesta quarta-feira (21), o Sindicato dos Trabalhadores da Construção Pesada e Montagem Industrial (Sintepav) promoveram protesto para reivindicar o cumprimento de itens de segurança e de saúde no trabalho na CCR. Os funcionários alegam ainda que os terceirizados não estão recebendo salário. (BN)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*