Não gostar dos próprios seios condiciona o autoexame

As mulheres que não gostam dos próprios seios – seja pela forma ou tamanho – são menos propensas a fazer ao autoexame de apalpação que serve de rastreio para o câncer da mama. A conclusão é de um estudo da Anglia Ruskin University, no Reino Unido, que alerta para o risco de diagnóstico tardio nestes casos de baixa autoestima ou desagrado com a própria aparência. De acordo com o Metro.uk, o estudo entrevistou 384 mulheres britânicas e um terço das que estavam desagradadas com o tamanho do peito confessou que nunca tinha feito qualquer tipo de apalpação mamária à procura de potenciais saliências. A investigação concluiu ainda que 31% das mulheres entrevistadas disseram querer um peito mais pequeno, enquanto 41% queriam ter um peito maior. “A nossa pesquisa sugere que quanto mais significativo é o desagrado com o tamanho do peito maior é associação com a menor frequência de autoexame”, alerta Viren Swami, professor e um dos mentores do estudo. Embora a investigação tenha encontrado uma ligação direta entre os dois fatores, mais estudos são necessários para perceber se em causa está um real risco de diagnóstico tardio.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*