Marquezine descobre problema de saúde ao emagrecer para personagem

Para interpretar a vilã Catarina na nova novela da Rede Globo, "Deus Salve o Rei", que estreou na noite desta terça-feira, 9, Bruna Marquezine decidiu emagrecer alguns "quilinhos". Porém, ela não esperava que, durante o acompanhamento médico, iria descobrir uma disfunção na tireóide. "Não chega a ser uma doença, mas ela não está funcionando muito bem. É só uma função que não está rolando e muitas mulheres sofrem disso. Isso fez com que eu acabasse emagrecendo. Porque o meu metabolismo não estava funcionando como deveria estar como uma menina de 22 anos", contou a atriz, ao site "Extra", durante o evento de lançamento da trama. Marquezine ainda deixou claro que o emagrecimento não foi uma exigência da emissora. A decisão partiu da própria atriz, já que ela acha que, estando mais magra, irá ficar com um rosto mais "duro" para viver a personagem. "Eu tenho um rosto de menina e sempre que o rostinho fica redondinho infantiliza um pouco. E eu queria essa expressão mais madura", explicou.A doença que afeta a atriz Bruna Marquezine é chamado de hipertireoidismo. Esta condição faz com que a glândula tireoide, localizada na região da garganta, se torne hiperativa e produza excesso de hormônios tireoidianos, de acordo com o site da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM). Entre os principais sintomas do hipertireoidismo, estão a sensação de calor; o aumento da transpiração; a fraqueza muscular; os batimentos cardíacos acelerados; o cansaço/fadiga; e a perda de peso. Se não tratada corretamente, a disfunção pode levar a outros problemas de saúde mais graves, a exemplo da insuficiência cardíaca e osteoporose. Ainda segundo o SBEM, é possível que pessoas com hipertireoidismo leve e idosos não apresentem sintomas. O tratamento da doença depende da causa, idade e condição física da pessoa. Em alguns casos, é preciso cirurgia. (Atarde)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*