Comissão de Ética da Presidência investiga 14 dos 28 ministros de Temer

Catorze dos 28 ministros do presidente Michel Temer (MDB) são investigados pela Comissão de Ética Pública da Presidência. De acordo com a coluna Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo, os processos foram abertos ao longo de um ano e oito meses de governo e permanecem ainda sob os cuidados dos conselheiros. Uma das denúncias partido do PT e acusa ministros de ganharem cargos no governo depois de votarem a favor do impeachment de Dilma Rousseff. Outra investiga se os auxiliares de Temer, que são pré-candidatos a cargos nas eleições de outubro, usaram agendas oficiais para privilegiar suas bases eleitorais. Os três principais homens de confiança de Temer e articuladores do núcleo político estão na mira das investigações: Moreira Franco (Secretaria da Presidência), Eliseu Padilha (Casa Civil) e Carlos Marun (Secretaria de Governo). Da época de Dilma, ainda há processo tramitando contra dez ex-ministros, entre eles, Paulo Bernardo (Comunicação), Ronaldo Nogueira (Trabalho), Marcos Pereira (Indústria) e Geddel Vieira Lima (Governo). (Bocão News)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*