Remédios podem ter o menor reajuste em mais de uma década em 2018

O próximo ano poderá trazer um alívio a mais para o bolso de quem precisa gastar com medicamentos. A previsão de reajuste máximo para os remédios de uso contínuo, a partir de 31 de março 2018, é de apenas 2,8%, o menor percentual em 11 anos, segundo uma projeção feita pelo Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos (Sindusfarma). Caso a correção seja pequena, como prevê a entidade, os consumidores serão beneficiados. No varejo, medicamentos que têm grande concorrência, como os genéricos e aqueles que não necessitam de prescrição, podem até não sofrer aumento. A projeção de um aumento menor para os remédios em 2018 é uma boa notícia para quem gasta boa parte da renda mensal em farmácias

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*