Justiça suspende propagandas do governo favoráveis à reforma previdenciária

A Justiça Federal em Brasília determinou a veiculação de propagandas do governo federal favoráveis à reforma da Previdência. A decisão da juíza Rosimayre Gonçalves de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, impõe também multa de R$ 50 mil por dia caso a suspensão não seja cumprida. A ação foi apresentada pela Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Anfip) contra os anúncios veiculados na TV, rádio, jornais, revistas, internet e outdoors da campanha "Combate aos Privilégios". Por meio das publicidades, o governo defende que através do "corte de privilégios" o Brasil vai ter mais recursos para investir em setores como saúde, educação e segurança. A Anfip, alega que as peças não têm cunho educativo, como manda a Constituição, e apresentam mensagem "inverídica" sobre as mudanças. (Metro1)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*