Ginasta acusa federação de pagar R$ 4 milhões para ocultar abuso sexual

A ginasta norte-americana McKayla Maroney entrou com uma ação na Justiça contra a Federação de Ginástica dos Estados Unidos, acusando a entidade de esconder uma denúncia de abuso sexual feita por ela contra o ex-médico da equipe, Larry Nassar. Segundo informações do jornal “Wall Street Journal”, a federação pagou a Maroney US$ 1,25 milhão, no fim de 2016, a fim de que ela não divulgasse o caso. O valor equivale a R$ 4,1 milhões. O pagamento foi feito através de um acordo de confidencialidade. Agora, os advogados da atleta buscam invalidar partes do acordo. A defesa acredita que as cláusulas que falam sobre a ocultação não são legais. Larry Nassar já pegou 60 anos de prisão por conta de outros casos semelhantes. Ele assumiu ser culpado. Maroney disse em outubro que foi abusada pelo ex-médico aos 13 anos.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*